fbpx
07 abr 2020

Relacionamentos / Terapia de Casal e Familiar

Comments: Nenhum comentário

Desafios da convivência a dois na quarentena

É interessante pensar sobre como as pessoas estão buscando compreender as melhores formas de se defenderem da contaminação pelo covid-19, mas, muitos estão encontrando dificuldades a outro tipo de exposição: com o seu parceiro(a).

Muitos estão acostumados ao macro, estar em uma rotina fora de casa, sempre com outras pessoas, fazendo muito e de repente, se veem obrigadas a voltar para o micro, percebendo que não sabem muito bem o que fazer com isso e que precisam conviver.

Pode-se pensar na questão da intimidade, será que há dificuldades em revelar sua essência?

Será que há medo de se deparar com quem se é e com quem o outro é?
O que a atual situação tem te mostrado? Quais são as dificuldades encontradas?

O cenário atual é temporário, entretanto, é importante pensar:

Como se pode ressignificar um momento, como então, tornar a convivência a dois efetiva e mais afetiva?

Visualizar o contexto como oportunidade, é uma boa opção, uma oportunidade de reflexão, de realmente estar com o outro, conversar sobre diversos assuntos, de escutar e ser escutado, de saber sobre o que o outro gosta, ouvir as histórias, olhar aquele álbum de fotos esquecido na gaveta, cozinhar juntos, assistir a um filme, jogar jogos, ouvir músicas, tomar um bom vinho, de poder estar.

Relembrar mágoas, talvez não seja uma boa opção, já que há uma tensão sobre a atual situação.

É um bom momento para o casal se aproximar, respeitando também o espaço do outro, quando há a necessidade de estar à própria companhia, é fundamental que isso seja respeitado, a individualidade também precisa ser preservada, fazer combinados pode ser uma estratégia, enquanto um deseja ficar sozinho no quarto fazendo uma leitura, o outro pode aproveitar para estar na sala assistindo televisão.

Se houver muito desgaste, discussões, é possível encontrar um meio termo através do diálogo. Respeitando o outro sempre, isto significa se relacionar.

Autora: Camila da Silva Pinto
Psicóloga e Psicanalista, realiza terapia de casal no Instituto Integrado de Psicologia Bragança.

Esse texto tem caráter informativo, se você se identificou com qualquer sintoma procure um profissional.
IIPB – Instituto Integrado de Psicologia Bragança

Deixe uma resposta

× Whatsapp!