fbpx
09 abr 2020

Saúde do Idoso

Comments: 6 Comentários

Saúde Mental do Idoso em tempos de Quarentena

Este texto aborda o enfrentamento da pandemia atual sob a perspectiva de um grupo da população sabidamente mais suscetível à Covid-19, nossos idosos. O universo dos cuidados ao idoso vem se desenvolvendo e crescendo ano a ano, com foco no cuidado integrado e interdisciplinar. Entretanto, como pensar nessa dinâmica durante a quarentena?

A falta de contato social pode ser especialmente mais sentida por aqueles com idade mais avançada, pois tendem a ter menos familiaridade com recursos tecnológicos de interação virtual e, em alguns casos ainda, uma saúde que necessite monitoramento. No contexto atual, profissionais de saúde mental advertem para riscos como o desenvolvimento ou agravamento de quadros de ansiedade, depressão e pânico. Assim, faz-se necessário pensar em adaptações criativas para esse público, lembrando que o isolamento tem caráter social, não emocional. Como, porém, colocar isso em prática?

Em termos gerais, e essas dicas valem para qualquer faixa etária, é fundamental estabelecer e manter uma rotina, praticar atividade física, lançar mão de contato virtual com aqueles que amamos, estimular nossa criatividade, dosar a quantidade de informações diárias que recebemos e também filtrá-las, dentre tantas outras possibilidades. Em se tratando de idosos é imprescindível se atentar especialmente a seus interesses e gostos, considerando sua história e experiências passadas, a compreensão de sua real condição socioeconômica, de saúde física e cognitiva. Esse olhar direcionado cria bases para a elaboração de um plano efetivo e de grandes chances de adesão às atividades e cuidados propostos.

Vejamos algumas possibilidades para serem exploradas na construção desse plano:

Leve em consideração a busca de situações que possibilitem a aproximação afetiva entre as gerações, estimulando o convívio, ainda que virtual, e o sentimento de pertencimento àquele local e dinâmica. Outra questão chave é a informação e linguagem utilizadas. Procure partilhar os fatos de maneira simples; as instruções devem ser claras, concisas e respeitar a condição do indivíduo. Uma alternativa a ser considerada e explorada em alguns casos é a linguagem escrita ou através de pinturas e figuras. Lembre-se que o desconhecido pode assustar ou mesmo gerar traumas, portanto, é possível amenizar a angústia e a ansiedade bem como transmitir segurança ao fornecer informações de forma correta e enfatizar as que são positivas e agregadoras.

Alguns exemplos práticos do que estamos falando são apresentados abaixo:

  1. Busque praticar o rodízio familiar, ou seja, um revezamento organizado entre os familiares para que o idoso não se sinta tão sozinho na quarentena. Isso pode se dar através de telefonemas, cartas, e-mails, vídeo chamadas, bilhetinhos, dentre outras formas de carinho e atenção.
  2. Procure apresentar recursos tecnológicos ao indivíduo e caso este demonstre interesse, auxilie na comunicação virtual, sugerindo criação de grupos em aplicativos, como o whatsapp, de interesses comuns a serem compartilhados, como culinária, política, plantas, bordados, jogos, etc.
  3. Caso o idoso goste do trato com plantas, considere pedir ao mesmo que se encarregue da rega, por exemplo. Tome o cuidado porém de escolher plantas que estejam em uma altura acessível e que não haja riscos de se escorregar em caso de piso molhado.
  4. Quando o interesse permeia a parte gastronômica, pedir receitas ou até mesmo auxílio no momento de preparo pode gerar satisfação para ambas as partes. Sempre atento aos objetos utilizados e temperaturas durante o preparo.
  5. Se o interesse do idoso for por leitura ou escrita, incentive leituras específicas, o entretenimento com palavras cruzadas, o resgate e releitura de cartas antigas, etc. Sugestões de podcast, músicas, artesanatos e afins podem ser uma boa pedida, desde que direcionados e compatíveis com o gosto do indivíduo. Participar desses momentos pode possibilitar a aproximação afetiva entre as partes.
  6. Por fim, ainda que de cunho bastante pessoal, manter em prática costumes e rituais de espiritualidade e crenças têm se mostrado excelentes aliados nesse processo de enfrentamento à pandemia, trazendo alento à alma e coração. Caso o indivíduo tenha uma religião ou crença, favoreça momentos de oração e ou meditação na rotina da casa, complementando com exercícios de respiração e aquietação da mente, podendo ampliar essa rede de suporte espiritual/social tanto pela internet quanto por televisão ou rádio.

Nos casos mais complexos, em que a saúde é mais debilitada e necessita monitoramento, oferecer apoio emocional por meio de redes familiares e/ou agentes de saúde se faz necessário. Importante estar preparado e informado com antecedência, de como buscar ajuda, como chamar um taxi, ter comida entregue em casa ou pedir assistência médica, se necessário. Se possível, manter contato com os profissionais de saúde que já cuidavam do idoso, mesmo que à distância pode ser útil e tranquilizador.

Esperamos que tenha aproveitado a leitura e que possa ter sido útil para você e sua família!

Autora: Carol Montoya Raniero – Psicóloga Clínica especialista em temas relacionados à saúde do adulto e idoso, qualidade de vida, humanização, cuidados paliativos e oncologia.

Esse texto tem caráter informativo, se você se identificou com qualquer sintoma procure um profissional.
IIPB – Instituto Integrado de Psicologia Bragança

6 Comentários

  • Cibele Schmidt

    Agradeço a psicóloga Carol pelo auxílio e pela preocupação para com os idosos, para mim foi de grande ajuda pois tenho dois idosos em casa, continue assim Carol.

    abril 13, 2020 | Reply

    • admin Autor

      Que ótimo que gostou e que o post te ajudou,Cibele!

      abril 16, 2020 | Reply

  • Luiza

    Texto bastante propositivo e com dicas práticas e factíveis! Parabéns pela iniciativa e texto elaborado!

    abril 13, 2020 | Reply

    • admin Autor

      Olá Luiza, que bom que você gostou das dicas práticas! Agradecemos seu comentário.

      abril 16, 2020 | Reply

  • Marilia Montoya

    Excelente texto, claro e de linguagem fácil. Importante ferramenta apresentada p ser usada!

    abril 13, 2020 | Reply

    • admin Autor

      Olá Marilia, que ótimo que gostou das dicas do post, agradecemos seu comentário.

      abril 16, 2020 | Reply

Deixe uma resposta

× Whatsapp!