19 maio 2018

TDAH / Transtornos e Patologias em geral

Comments: Nenhum comentário

TDAH: Qual O Melhor Tratamento?

O TDAH (Transtorno Do Déficit De Atenção E Hiperatividade) pode ser definido como um transtorno que se manifesta como um padrão persistente de déficit de atenção, distração, hiperatividade, impulsividade, esquecimento, desorganização em dois ou mais ambientes e que seja desproporcional a outras pessoas semelhantes da mesma idade.
Seus principais sintomas incluem pouca atenção para atividades rotineiras, problemas com a organização espaço/tempo e dificuldade em seguir processos, o que acaba resultando em procrastinação.

Nesse artigo discutimos qual o melhor tratamento para o TDAH, lembrando que é importante um diagnóstico preciso feito por profissionais qualificados para que outros transtornos e sintomas não sejam confundidos com o diagnóstico de TDAH.

Qual o melhor tratamento para TDAH?

Atualmente, boa parte dos especialistas aponta o tratamento multimodal, também chamado de tratamento integral.
É importante deixar claro que o Transtorno de Déficit de Atenção não é uma “doença” propriamente dita e sim uma condição que precisa de acompanhamento regular contínuo, por isso não se pode falar em “cura” para o transtorno.
O tratamento multimodal do TDAH inclui cuidados com a alimentação, uso de medicação (quando necessário), medidas sócio pedagógicas e tratamento psicológico.

TDAH: cuidados com a alimentação

Os cuidados com a alimentação para quem tem TDAH incluem consumir preferencialmente proteínas (carnes em geral, ovos e peixe) e carboidratos complexos (grãos integrais, batata-doce, sementes etc.). Já os carboidratos refinados, como alimentos à base de farinha branca e que contenham açúcar refinado, devem ser evitados.
Os carboidratos simples provocam alterações bruscas nos níveis de glicose no sangue, o que por sua vez causa mudanças repentinas no funcionamento cerebral que pioram os sintomas do TDAH.

Tratamento farmacológico do TDAH

O tratamento medicamentoso para TDAH emprega diferentes tipos de fármacos, em especial os denominados estimulantes (que na verdade produzem efeito calmante nos portadores do transtorno). Os medicamentos são usados para reduzir a hiperatividade e a impulsividade, assim como para melhorar a capacidade de concentração e o desempenho cognitivo. Embora tais medicamentos sejam seguros, desde que usados sob prescrição e acompanhamento médico, alguns efeitos colaterais são comuns. Redução do apetite e alterações do sono são algumas das queixas mais frequentes relacionadas ao tratamento com medicamentos para TDAH.

Tratamento sócio pedagógico para portadores de TDAH

Quando se fala em medidas sócio pedagógicas para portadores de TDAH, a parceria família/escola é fundamental.
Cabe à família manter o diálogo com a equipe pedagógica, servindo inclusive como mediadora entre a escola e os demais profissionais envolvidos no tratamento da criança ou adolescente portador de TDAH.
A escola, por sua vez, precisa se integrar ao processo terapêutico desses alunos, elaborando estratégias que facilitem e melhorem a absorção de conteúdos e desempenho nas avaliações.

Psicoterapia para TDAH

A psicoterapia para pessoas que possuem TDAH tem como princípios fundamentais auxiliar o paciente a desenvolver novos padrões comportamentais, de pensamento e motivacionais, para gerar no indivíduo mais autonomia, qualidade de vida e satisfação.
A psicoterapia para TDAH aborda questões práticas como organização, planejamento, uso do tempo e definição de prioridades. Aspectos de ordem emocional, como falta de confiança nas próprias habilidades, baixa autoestima, frustração exacerbada e, em alguns casos, irritabilidade e agressividade acentuada.

O Transtorno de Déficit de Atenção precisa de tratamento para que seus portadores possam se desenvolver integralmente e desfrutar de uma boa qualidade de vida.
Como vimos, hoje existe concordância entre os profissionais de diferentes áreas de que o melhor tratamento para o TDAH consiste na combinação de cuidados com a alimentação, somente o uso de medicamentos não irá fazer efeito sozinho, uma vez que o TDAH não tem sua causa somente orgânica, mas também no comportamento, personalidade de cada pessoa, são necessárias medidas sócio pedagógicas e psicoterapia para que o tratamento seja bem sucedido.

Esse artigo tem caráter informativo, se você se identificou com qualquer sintoma busque ajuda profissional, consulte um psicólogo em Bragança Paulista no Instituto Integrado de Psicologia.

IIPB – Instituto Integrado de Psicologia Bragança.

Fone: 11 2277-4283 ou whatsapp: 971438628

Psicólogo em Bragança Paulista e região. – Atendimento infantil, adolescente e adulto.

www.iipb.com.br

Deixe uma resposta

Whatsapp!