depressao 04 dez 2017

Depressão

Comments: 2 Comentários

7 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE DEPRESSÃO.

O Instituto Integrado de Psicologia Bragança Paulista reuniu nesse texto 7 coisas importantes que você precisa saber sobre depressão. Veja os sintomas da depressão, diferenças entre depressão e tristeza e ainda, como tratar a depressão.depressão

1- As estatísticas da depressão pelo mundo

Estima-se que 322 milhões de pessoas sofram de depressão, o Brasil é o país com maior prevalência de depressão na América Latina.

2- Causa da depressão

Diversos estudos são feitos na área da neurociência porém ainda não existe nenhuma comprovação sobre a causa da depressão  e de que a depressão seja desencadeada por um desequilíbrio químico no cérebro, a falta ou o excesso de substâncias. Sabe-se que o que acontece é justamente o contrário, é a partir da depressão que ocorrem as alterações químicas no cérebro e também diversas alterações físicas e psíquicas.

3- O que é depressão

Na raiz psicológica da depressão, parece haver uma insatisfação pessoal e uma impossibilidade de desejar, uma falta de desejo que pode se estender por diversos aspectos da vida, seja a vida pessoal, profissional, amorosa e das escolhas que foram sendo feitas ao longo da vida do sujeito.

O depressivo sofre pelo não desejo, não se anima diante de nenhuma proposta, uma espécie de Anedonia, uma perda da capacidade de sentir prazer diante de todas as situações.

4- Diferença entre Depressão e Melancolia

A depressão muitas vezes é confundida com a Melancolia e de fato ambas possuem sintomas parecidos porém apenas um profissional qualificado é capaz de fazer essa diferenciação de um paciente depressivo e um paciente melancólico.
Na depressão a pessoa sofre pelo não desejar, é como se já tivesse tudo. A Melancolia é caracterizada por uma relação de dor com o mundo, é uma falta mais profunda do ser, mortífera. Os pacientes melancólicos são extremamente propensos ao suicídio.

5- Diferença entre Depressão e Tristeza

Talvez a maior dificuldade em nosso mundo moderno seja diferenciar a depressão da tristeza e de períodos de tristeza que passamos na vida. Existem situações como por exemplo a perda de um emprego, o término de um relacionamento, quando fracassamos de algum modo ou quando não estamos muito satisfeitos com o que possuímos, nessas situações sentimos uma tristeza que nos consome, temos uma baixa de energia, uma certa apatia com o mundo, mas que é algo temporário é algo que de certa forma nos move para a próxima decisão, a próxima ação diante da vida.


Elaboramos um luto para cada coisa que perdemos em nossa vida, seja um ente querido ou a perda de um trabalho, passamos por esse período um pouco doloroso, mas isso não significa depressão.
De acordo com o Manual de Diagnósticos de Transtornos Mentais quando essa tristeza permanece por mais de 2 semanas então poderia ser considerada depressão, mas é necessário olhar cuidadosamente para cada caso pois cada pessoa possui um tempo diferente para passar por situações de luto, perdas e tristeza.
Além disso muitas vezes apesar da tristeza conseguimos ter momentos de alegrias durante a semana, durante o dia, e até deixamos de lado essa tristeza, na depressão isso não ocorre, existe uma falta de prazer em tudo.

6- Sintomas da depressão

O Sintoma mais presente e marcante nas pessoas que estão em depressão é a anedonia, ou seja, uma falta de prazer nas atividades em geral, a redução de interesse por tudo a sua volta e o não desejar, a pessoa não deseja nada.

Existe também uma outra vertente da depressão que é uma espécie de Hipomania, a pessoa faz milhões de coisas ao mesmo tempo, ocupa o tempo todo, ocupa a mente, ocupa o corpo exageradamente, em uma tentativa de nunca parar para pensar na própria vida, o que também pode caracterizar uma depressão encoberta por um quadro de ansiedade.
Mais de 60% dos episódios depressivos são precedidos por quadros de ansiedade

Nos sintomas físicos temos geralmente a fadiga intensa, perda de energia, cansaço exagerado, insônia ou sonolência, perda ou falhas de memória, dores no corpo em especial dores crônicas.

7- Tratamento para depressão

O tratamento mais recomendado e utilizado é a psicoterapia com um psicólogo clínico que pode ser associada com medicamentos de acordo com a avaliação do psiquiatra frente a necessidade ou não de uma intervenção medicamentosa.
É preciso tomar cuidado, hoje falamos de anti depressivos como os medicamentos mais vendidos em todo mundo, mas que sozinhos pouco efeito possuem, é preciso entender que a depressão vem de dentro para fora e que o tratamento também precisa partir de dentro para fora, o medicamento pode ser um aliado nesse trabalho mas não o protagonista.

Se você está procurando Psicólogo em Bragança Paulista consulte o IIPB através do telefone 11 2277-4283 ou 11 97143-8628, temos profissionais especializados em psicologia clínica que irão te atender.

Esse texto tem caráter informativo, se você se identificou com qualquer sintoma procure um psicólogo.
IIPB – Instituto Integrado de Psicologia Bragança –
 Clínica de Psicologia em Bragança Paulista, Atibaia e região.

 

2 Comentários

  • Eliane Toledo

    Não estou conseguindo administrar mas a situação com o meu filho de 19 anos, não sei assimilar pelo textos ele tem depressão ou melancolia preciso de ajuda ele tem 19 anos… Seu nome é Matheus

    janeiro 1, 2018 | Reply

    • admin Autor

      Olá Eliane, boa tarde. Peço que entre em contato conosco pelo telefone 11 2277-4283 ou pelo whatsapp 11971438628 para que possamos entender melhor sobre o caso e agendar com um de nossos profissionais. Atenciosamente Equipe do Instituto Integrado de Psicologia Bragança

      janeiro 4, 2018 | Reply

Deixe uma resposta

Whatsapp!