Por Que Escolho Pessoas Que Sempre Me Fazem Sofrer 09 abr 2018

Relacionamentos / Transtornos e Patologias em geral

Comments: Nenhum comentário

Por Que Escolho Pessoas Que Sempre Me Fazem Sofrer?

É impressionante como certas pessoas parecem não ter “sorte” na escolha de seus parceiros. Tudo começa bem, uma relação cheia de amor e alegria, até que os primeiros problemas começam a aparecer e um filme parece se repetir.

Ciúmes em excesso, traições ou até mesmo agressões físicas passam a fazer parte da relação, que deixa de ser fonte de satisfação pessoal para se tornar uma espécie de castigo ou prisão.

Daí vem o questionamento: por que sempre escolho pessoas que me fazem sofrer? Embora essa não seja uma pergunta tão fácil de ser respondida, já que as razões variam de pessoa a pessoa, nesse artigo apontaremos algumas questões centrais que podem estar por trás de um padrão repetitivo negativo nos relacionamentos amorosos.

 

O que está por trás do padrão negativo que se repete nos relacionamentos

https://iipb.com.br/wp-content/uploads/2018/04/relacionamento-abusivo

O ponto de partida para entender o porquê de alguém escolher repetidamente pessoas que lhe fazem sofrer é perceber que essa “escolha” não é puramente racional.

Boa parte da dinâmica das motivações e desejos que nos impulsam a preferir alguém em especial constitui-se de processos inconscientes, ou seja, que não dependem de decisões racionais.

As conexões que levam uma pessoa a se sentir magneticamente atraída por outra partem de sua própria estrutura psicológica e experiências de vida.

Inclusive, o relacionamento existente entre os pais, assim como a forma como a criança se relacionava com ambos, influi diretamente sobre o tipo de relações afetivas que serão estabelecidos na idade adulta.

Por isso, em muitos casos, a pessoa acaba reproduzindo em suas relações os conflitos afetivos vivenciados durante sua infância. Por exemplo, um indivíduo que teve um pai frio e ausente, acaba atraindo parceiros emocionalmente distantes na vida adulta, reproduzindo o papel que a mãe desempenhava na relação ou vice-versa.

 

Sintomas de um relacionamento tóxico

É possível identificar sinais de uma relação baseada em padrões negativos desde o início. Os sintomas de um relacionamento tóxico incluem:

  • Sentir que é preciso mudar o próprio jeito de ser para agradar ao outro.
  • Críticas e irritações frequentes, ainda que disfarçadas de brincadeiras.
  • Obsessão em saber o que se passa na vida do outro.
  • As decisões importantes cabem somente ao parceiro.
  • Falta de tempo para cuidar de questões pessoais em função do relacionamento amoroso.
  • Sentir-se responsável pela felicidade e equilíbrio emocional do outro.
  • Ser controlado pelo parceiro na vida social, financeira e familiar.
  • Enfurecer-se com críticas ao parceiro e ao relacionamento vindas de amigos e familiares.

 

Como deixar de escolher relacionamentos prejudiciais

A conscientização sobre os sintomas de uma relação tóxica nem sempre é suficiente para que uma pessoa abandone um padrão negativo em seus relacionamentos amorosos.

Escolher sempre parceiros que trazem sofrimento pode estar relacionado com crenças profundas e “cristalizadas” que precisam de ajuda profissional para serem identificadas e desconstruídas.

Logo, quem sofre com o padrão repetitivo de relacionamentos tóxicos tem muito a ganhar ao consultar um psicólogo e iniciar a psicoterapia para conseguir construir relacionamentos mais saudáveis consigo mesmo e com os demais.

Ninguém precisa ser escravo do passado nem do inconsciente, pelo contrário, todos têm direito a uma vida com mais alegria e satisfação, incluindo a esfera das relações amorosas.

Algumas pessoas não entendem porque sempre escolhem pessoas que as fazem sofrer. Como vimos nesse artigo, ao escolhermos um parceiro para iniciar um relacionamento amoroso, somos influenciados por fatores internos inconscientes que podem manter o padrão de relações prejudiciais.

É importante estar atento aos sinais que uma relação tóxica apresenta desde o início para não se manter no ciclo do sofrimento.

E como o padrão de relacionamentos prejudiciais pode ser muito difícil de alterar, por estar profundamente enraizado na estrutura psíquica do indivíduo, a terapia é um excelente caminho para construir relacionamentos mais saudáveis.

Esse artigo tem caráter informativo, se você se identificou com qualquer sintoma busque ajuda profissional, consulte um psicólogo em Bragança Paulista.

IIPB – Instituto Integrado de Psicologia Bragança.

Fone: 11 2277-4283 ou whatsapp: 971438628

Psicólogo em Bragança Paulista e região. – Atendimento infantil, adolescente e adulto.

www.iipb.com.br

 

Deixe uma resposta

Whatsapp!